Réseau Entreprendre, foi uma coincidência? Como entrou em contacto com ?

Conhecemos uma gestora de projetos da Réseau Entreprendre Paris durante uma noite de ex-alunos da ESCP. Ela apresentou-nos a Réseau Entreprendre, uma rede PARA os empresários PELOS empresários. Isso permitiu-nos conhecer uma variedade de líderes de empresas e expandir os nossos horizontes. Muito ocupados com o nosso trabalho, nós não queríamos viver isso como uma restrição. Os valores e o espírito da Rede, disse-nos, não é de todo um acompanhamento imposto, não há nenhuma obrigação, exceto retribuir na nossa vez.



Tinham certezas no início quanto àqueles sobre os quais tinham mudado de opinião? Ou não!

Como jovens empreendedores, tínhamos a certeza sobre tudo e sobre nada ao mesmo tempo. Nós tínhamos a profunda convicção de que aquilo que estávamos a desenvolver era inédito. Mas nada daquilo que tínhamos feito funcionou desde o início. Apenas uma única certeza: aquilo que nós tínhamos vontade de fazer da nossa empresa: o farol no fim do caminho estava colocado, faltava construir o caminho.

Que conselho daria a um titular de projeto?

Ser um jovem empreendedor é uma vantagem porque estabelecemos poucos limites, rapidez de execução e criatividade são os nossos pontos fortes. Mas por outro lado, não temos essa pequena estrutura, falta-nos experiência. Saber rodear-se de pessoas boas é crucial. É preciso ter a coragem de ir bater a todas as portas e se a porta estiver fechada, passar pela janela. Foi isso que nós fizemos ao dirigirmo-nos a Margaret Milan, fundadora de Eveil et Jeux, que foi a nossa primeira acompanhante.


Saber rodear-se de pessoas boas é crucial

Qual é o vosso maior orgulho ?

Nós estamos extremamente orgulhosos hoje pelo universo criado em torno de Pandacraft. Todos os nossos clientes, os nossos funcionários, os nossos acionistas, os nossos acompanhantes estão felizes por fazerem parte da aventura. Esse é o nosso maior orgulho! Pandacraft criou conteúdo e permite-nos hoje competir com grandes como Hachette ou Bayard.